O desafio das compras no supermercado…

Existem algumas coisas que quase ninguém gosta de fazer e uma dessas coisas é ir ao supermercado fazer compras. Algumas pessoas já optam por fazer compras pela internet, mas num tempo de preços altos, qualquer custo a mais faz diferença e os produtos devem ser escolhidos cuidadosamente. Por isso, entre pagar mais caro pelo delivery e encarar o carrinho, ainda continuamos com a segunda opção.

Em busca de economia e qualidade, passamos mais tempo rodando pelos corredores comparando preços, lendo embalagens e algumas vezes optamos por pacotes maiores para aproveitarmos os descontos.

Analisando com olhos de fisioterapeuta uma simples compra de supermercado pode estar repleta de riscos para o seu corpo, principalmente se ele não estiver forte e flexível.

Se você faz compras semanalmente, provavelmente fica em torno de uma hora e meia a duas horas em pé, empurrando o carrinho, abaixando e levantando várias vezes, tirando compras do carrinho, colocando no caixa, colocando no carrinho novamente e se mora em apartamento, repetindo esta seqüência mais uma ou duas vezes.

No tempo de ecobags, nos sentimos culpados em dividir as compras em várias sacolas plásticas, no entanto, não sentimos culpa em sobrecarregar nossas articulações com mais de 10% do nosso peso em apenas uma sacola.

Se você resolve ir direto do trabalho é pouco provável que tenha levado um sapato baixo e confortável para este momento e o seu lindo scarpin, pode ficar ótimo em você, mas não é o sapato mais adequado para se fazer compras.

Já se você opta por fazer comprar uma vez por mês, seu carrinho estará cheio de pacotes grandes e pesados ou em algumas vezes terá dois carrinhos e o seu tempo de compras se entenderá em mais uma hora pelo menos.

Analisando o tipo de carrinho, também precisamos estar atentos às armadilhas. Os carrinhos maiores são mais profundos e se precisamos colocar alguma coisa pesada, como uma caixa de leite, por exemplo, encontraremos dificuldade de retirá-la. O ideal neste momento é colocá-la na parte de frente, naquela cadeirinha de criança, e carregá-la o mais próximo do corpo. Assim utilizamos o nosso tronco e não precisamos nos abaixar muito.  Abra a caixa e passe apenas uma unidade no caixa, assim você evita de carregá-la tantas vezes e protege seus discos intervertebrais.

Por outro lado, os carrinhos pequenos com dois compartimentos só funcionam se você utilizá-los adequadamente: produtos pesados na parte de cima e leves na parte de baixo.

A rotação do tronco também deve ser observada. Ao passar as compras no caixa, colocar as compras no carro e descarregá-lo em casa, se posicione de maneira a não rodar o seu tronco repetidamente. Você deve ficar de lado, entre o carrinho e o porta malas, por exemplo, contrair o seu abdômen e então transferir suas compras de um lado para outro. Assim como fez com a caixa de leite, traga as sacolas pesadas para perto de seu corpo e apóie em sua barriga, diminuindo seu peso e protegendo sua coluna.

Enfim, se não podemos evitar o inevitável, podemos fazê-lo de maneira a não prejudicar nossa saúde, não acham?

Aproveite essas dicas e boas compras!

Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s