Crianças com problemas de gente grande.

Dores de cabeça, dores nas costas, insônia, stress…

Sintomas comuns nos adultos, que vivem sobrecarregados de trabalho, sem tempo para nada e com problemas de sobra, eles parecem ser cada vez mais freqüentes em crianças e adolescentes.

Precisamos prestar atenção a alguns detalhes que podem estar passando despercebidos e que podem prejudicar a saúde de nossos filhos. A dor é um sinal de alerta e sua origem deve ser investigada sempre!

Queremos cada vez mais que eles sejam competitivos, empreendedores, que se destaquem do grupo e não poupamos recursos para que estes objetivos sejam alcançados, matriculando-os em vários cursos extracurriculares, cursos de idiomas, música, etc.

Para poder cumprir com a agenda de compromissos e adequá-las ao nosso tempo já bastante escasso, incluímos estas crianças, cada vez mais cedo, em nossa rotina extenuante de trânsito, metas a serem cumpridas, compromissos inadiáveis, responsabilidades e mais responsabilidades.

Por outro lado, já que tratamos nossas crianças como pequenos adultos, e nos orgulhamos por eles serem críticos e questionadores, algumas vezes negligenciamos nosso papel de pais ao deixarmos que eles decidam quantas horas podem dormir, que sapato querem usar, em que posição e em que local querem fazer lição, e quantas horas vão passar na internet.

Não tenho a intenção neste texto de dar orientações quanto à melhor forma de educar seus filhos, nem tampouco acho que eles não devem ter responsabilidades. No entanto, preciso alertá-los para algumas questões físicas envolvidas nestes comportamentos e que podem justificar a presença de sintomas tão precocemente.

Sabemos o quanto a postura corporal é importante em nossa vida e o seu impacto nas nossas relações sociais e até mesmo na conquista de um emprego. A postura está carregada de influências emocionais, sem dúvida, mas está construída também, em cima de experiências corporais como o brincar, experimentar movimentos sem ter vergonha de errar e repeti-los quantas vezes quiser por pura diversão. A pergunta é? Seu filho sabe brincar? Esta atividade está incluída em sua longa lista de deveres? Quando digo brincar, não estou falando dos jogos de videogame nos quais eles são experts. Ele joga bola, pula elástico, amarelinha, pega-pega, esconde-esconde?

Se ele faz isso, ótimo! Mas lembre-se que o mais importante é a experiência sem a cobrança da perfeição, do resultado. O mesmo vale para as aulas de esporte. Não desconte suas frustrações atléticas em seu filho, deixe que a prática esportiva seja divertida e não uma obrigação.

Na hora do estudo, os cuidados com o posicionamento são importantes. Ajuste a altura da cadeira e peça para que ele se sente bem próximo a mesa. Além de proteger a coluna vertebral, a posição adequada favorece a concentração. Nada de estudar jogado na cama! Se o corpo pedir uma pausa, é hora de fazer um intervalo, beber uma água, fazer um lanche. O hábito adquirido na infância irá trazer benefícios no futuro.

Ao escolher a mochila da escola, pense no trajeto que a criança irá fazer carregando a mesma, a quantidade de material a ser colocada dentro e no tamanho de seu filho. Estimule a escola a adquirir armários ou escaninhos, onde eles possam guardar parte do material. A regra é simples, carregar mais do que 10% do próprio peso corporal é prejudicial para suas articulações. Faça a conta!

E na hora do sono, o ideal é estabelecer uma rotina e ser firme! É durante o sono que nossos músculos relaxam e que ocorre uma série de processos metabólicos importantes para o equilíbrio corporal, como a produção do hormônio de crescimento. Crianças e adolescentes devem dormir mais do que os adultos, em torno de aproximadamente 10 horas por noite. Dessa forma garantimos mais disposição física, melhor concentração e menor propensão a infecções e doenças.

Pense nisso! Os obstáculos são muitos, mas se queremos que nossos filhos se tornem adultos felizes e saudáveis, vamos deixá-los serem crianças de verdade.

Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s