Evitando acidentes…

As causas das lesões musculoesqueléticas são muitas.

Temos falado constantemente neste espaço sobre a preocupação com a postura e sobre a mudança de hábitos inadequados que podem levar a dores se forem repetidos com freqüência.

Porém as causas dos sintomas ou lesões podem ir além destes fatores.

A predisposição genética para algumas doenças crônicas é um destes fatores e sobre ele não há nada que possamos fazer.

Já a hereditariedade, por exemplo, pode nos servir de alerta. Algumas características posturais como a acentuada curvatura na região dorsal ou o desalinhamento de joelhos, podem ser alteradas se os exercícios corretivos forem iniciados precocemente.

Mas e com relação a situações inesperadas como quedas e acidentes? Existe algo que possa ser feito?

Pela definição, acidente é um evento indesejado e inesperado que causa danos pessoais e que ocorre de modo não intencional.

As conseqüências destes acidentes são as quedas, traumas, contusões e fraturas.

Se observarmos nossas atitudes diárias podemos perceber que muitos destes acidentes poderiam ser evitados.

Veja alguns exemplos:

Evite falar ao celular, enviar torpedos ou acessar redes sociais ao dirigir.

O tempo gasto no trânsito nos faz buscar alternativas para que este período seja mais proveitoso. Seja cauteloso. A distração pode levar a acidentes de trânsito, onde as lesões na região cervical são muito freqüentes. Esta lesão gera dor intensa na região do pescoço e podendo ocorrer dormência e alteração de movimentos nos braços.

Utilize calçados confortáveis e seguros.

As entorses de tornozelo não são lesões exclusivas de atletas. A má condição e a irregularidade das calçadas, associadas com um calçado “instável” como sapatos de salto alto ou que não se fixam muito bem aos pés podem resultar em acidentes como quedas, entorses e fraturas de tornozelo.

Planeje essa saída e se for necessário troque de calçado ao sair a pé.

Cuidado com tapetes e fios soltos pelo caminho.

Tropeçar em fios ou enroscar o pé nos tapetes pode levar a quedas e fraturas nas pernas ou nos braços.

Não são apenas os idosos que devem evitar as quedas.

Evite subir em banquinhos para pegar objetos no alto, prefira uma escada.

Mantenha uma luz acesa durante á noite para o caso de levantar-se para ir ao banheiro.

Não deixe objetos espalhados pelo chão.

Não faça muitas atividades ao mesmo tempo.

Fique atento à sua visão e à presença de vertigens ou tonturas.

Mantenha uma vida saudável, praticando atividade física, o que irá favorecer seu equilíbrio e evitar as quedas.

Ft. Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s