FIBROMIALGIA – O QUE É ISSO MESMO?

Com certeza você conhece alguém que vive se queixando de dores pelo corpo.

As dores são ora na coluna lombar, ora nos ombros ou joelhos. Elas costumam passear pelo corpo.

O que você não sabe é que esta pessoa provavelmente sofre de fibromialgia.

E como saber?

A fibromialgia é uma síndrome que atinge 5% da população mundial e foi reconhecida como doença apenas na década de 90.

Ela acomete principalmente mulheres acima de 40 anos e se caracteriza por dor difusa pelo corpo por, pelo menos, três meses; fadiga crônica; sono não reparador; formigamento ou dormência, principalmente em pés e mãos; enxaqueca; ansiedade e problemas intestinais.

Daí porque estas dores mudam tanto de lugar e de intensidade.

Por muito tempo, as pessoas com fibromialgia eram consideradas “mal amadas” e coisas deste tipo.

Sofriam de preconceito mesmo, tanto de familiares quanto de pessoas da área médica.

Como não existe exame laboratorial que comprove a existência da doença, o diagnóstico é feito por meio do relato do paciente e por meio do exame clínico que mede a sensibilidade à dor em 18 pontos espalhados pelo corpo.

O paciente precisa apresentar sensibilidade em, pelo menos, 11 dos 18 pontos do exame.

Como os sintomas da fibromilagia são parecidos com os de outras doenças e como, muitos médicos ainda desconhecem suas características, é bastante comum o paciente ficar anos tratando os sintomas sem o diagnóstico correto da doença.

Esta doença, por enquanto, não tem cura, mas pode ser controlada.

Existem vários tipos de tratamento, como os medicamentosos, exercícios físicos de baixo impacto, técnicas de relaxamento, acupuntura etc.

O importante é procurar um médico especialista, que conheça as características da doença, pois, só assim, ele poderá fazer o diagnóstico diferencial e indicar o melhor tratamento conservador.

A fisioterapia nestes casos pode ajudar e muito no controle da doença.

Técnicas como o RPG, ajudam a diminuir os desconfortos musculares ocasionados pela má postura, assim como os exercícios orientados ajudam o paciente a lidar com a fadiga.

A hidroterapia é uma modalidade de tratamento muito utilizada por estes pacientes. Além de diminuir a dor, aumenta a força muscular, sem causar impacto excessivo nas articulações.

O Pilates ou a Yoga também são técnicas de exercícios posturais que respeitam o indivíduo, mas que desenvolvem um maior controle corporal e maior força muscular, sem desencadear a fadiga e o estresse articular.

Os principais fatores de risco são a falta de condicionamento físico, a menopausa, o estresse ou trauma emocional.

A hereditariedade também é um fator de risco, mas não se sabe se isso acontece por meio do estilo de vida familiar ou se pela genética.

Se você sente dores constantes ou conhece alguém que sente, procure um médico especialista e tire suas dúvidas.

Viver com dor é muito ruim.

Fibromialgia não tem cura, mas tem tratamento e controle.

Então, não fique aí parado. Procure ajuda e se sentirá muito melhor.

Pense nisso.

 

Ft. Ana Paula Pessanha

 

 

Anúncios

3 Respostas para “FIBROMIALGIA – O QUE É ISSO MESMO?

    • ë Marina, ainda tem muito preconceito, inclusive por médicos, mas acredite, já foi pior.
      Acredito que com informação de qualidade as coisas vão melhorar!
      Muitos estudos científicos de qualidade estão sendo feitos sobre este assunto!
      Só espero que não seja uma mudança muito lenta!
      Obrigada pelo seu elogio! abraços, Ana Paula Pessanha

  1. Pingback: Tensão Muscular | fisiostudio·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s