Exigências na infância. Qual a medida?

As crianças estão, cada vez mais cedo, sendo submetidas a esforços precoces. Esforços estes relacionados ao conhecimento e ao esporte.

Um número cada vez maior de crianças entre 08 e 12 anos desenvolvem doenças articulares por sobrecarregar as articulações ainda em desenvolvimento. Isso é muito preocupante, pois estas doenças acabam gerando problemas, muitas vezes, irreversíveis na vida adulta.

Por outro lado, existe um número crescente também de crianças obesas. Outro fator importante e preocupante. A inatividade, os jogos eletrônicos aqui são os maiores vilões, mas existe também a má alimentação e um aumento surpreendente de crianças ansiosas e estressadas, que acabam criando problemas alimentares como a obesidade ou a anorexia.

E o que fazer? Como resolver isso?

Pois bem, estudos apontam que o bom senso tem papel decisivo nesta questão.

Já é sabido que ficar horas em frente ao computador ou em joguinhos não estimulam a sociabilização destas crianças, coisa esta tão importante nesta fase. Neste caso, orientam os psicólogos de plantão, o ideal é estipular o tempo e dia que este “brinquedinho” poderá ser utilizado. Neste caso, a decisão acertada seria intercalar momentos de introspecção com momentos de atividades físicas, especialmente as em grupo, como jogar uma pelada no condomínio, por exemplo.

Outra coisa largamente discutida foi em relação à alimentação. Orientam os nutricionistas e endocrinologistas, que devemos oferecer aos nossos filhos uma alimentação rica e variada, deixando as guloseimas para determinados momentos, como uma festinha infantil, por exemplo. Mais um exemplo de que o bom senso deve prevalecer, não é mesmo.

E com relação ao esporte?

Bom, neste caso pouco tem sido discutido, mas isso precisa mudar.

No esporte em geral, o nível de exigência está altíssimo e o número de lesões causadas por este abuso também aumentaram exponencialmente.

Com as crianças, a realidade não é tão diferente assim.

Pois bem, colocar seu filho em uma atividade física parece ser uma decisão acertada, mas fique atento se esta atividade não está exigindo mais dele do que deveria. Uma criança com menos de 12 anos, não deveria ser forçado a desempenhar com estilo e precisão nenhum tipo de esporte.

Esta fase deve ser de conhecimento do próprio corpo, momento de lazer e vivência física e não de competição em nível profissional. Exigir precisão e resultado de uma criança pode gerar problemas sérios emocionais e físicos. A escolha do esporte também é importante, pois existem modalidades mais adequadas para uma determinada fase e isso deve ser levado em consideração pelos pais e pelos educadores.

Fiquem atentos e procurem diminuir as suas expectativas sobre seus filhos. Eles te agradecerão no futuro.

Pensem nisso.

Ft. Ana Paula Pessanha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s