DORSO CURVO, má postura ou doença?

Sabe aquela coluna curvada, com ombros fechados, parecendo o “corcunda de Notre Dame”? Pois bem, ela também á chamada de hipercifose dorsal, dorso curvo ou Doença de Scheuermann.

Mas isso é só um problema postural ou uma doença vertebral?

A coluna vertebral é constituída por vértebras dispostas nas regiões: cervical, dorsal, lombar, sacral e coccígea. Possui curvaturas fisiológicas para a correta manutenção postural e estas curvaturas podem ser lordóticas (lombar e cervical) ou cifóticas (dorsal, sacral e coccígea). Qualquer modificação destas curvas, tanto em aumento quanto em diminuição, pode causar desconforto e alteração postural, mas nem sempre esta situação é considerada doença.

Vejamos!

No caso do dorso curvo há um aumento importante da curva cifótica dorsal.

Este aumento pode ser apenas mecânico, causado por uma má postura, mas neste caso a deformidade é flexível, ou seja, pode ser corrigida com um movimento de extensão do tronco. É conhecido como Dorso Curvo Postural e pode melhorar com intervenções clínicas simples, como ginástica postural (Pilates, Yoga, musculação, natação) ou terapia manual (RPG, Quiropraxia).

E se a deformidade for fixa, ou seja, não corrige com movimento de extensão do tronco?

Neste caso a alteração é considerada doença e a Doença de Scheuermann é a mais comum. Ela é caracterizada por uma deformidade fixa da coluna, com acometimento de 1 a 5 vértebras, em forma de cunha. Este acunhamento deve ser maior do que 50 em 3 vértebras adjacentes no ápice da deformidade e a deformidade deve ter um ângulo de Cobb igual ou maior do que 450. A causa é desconhecida e é mais comum em meninos, que desenvolvem a doença na fase da pré-puberdade. É comum estar associada a encurtamentos musculares, principalmente dos músculos isquiotibiais, peitorais e flexores de quadril.  Não apresenta complicações neurológicas e na maioria dos casos não é progressiva, cessando com a maturidade óssea.

O tratamento neste caso depende de sua severidade e extensão.

Nas curvas com ângulos de Cobb menores do que 5o0 o acompanhamento clínico semestral é suficiente e deve permanecer até a maturidade óssea. As intervenções fisioterapêuticas podem evitar compensações posturais e dores futuras.

Nas curvas entre 500 e 800 o uso de coletes corretivos associados à fisioterapia é comumente indicado. Nestes casos o fortalecimento muscular de extensores de coluna, Isquiotibiais e abdominais são importantes e os coletes mais utilizados são: Milwaukee (quando o ápice da curva está próximo da 7a vértebra torácica) ou OTLS (quando este ápice está distal a esta vértebra).

Já no caso de curvas superiores a 800 ou curvaturas progressivas a cirurgia pode ser indicada. A fisioterapia tem sua importância no pré e pós-cirúrgico auxiliando na recuperação do paciente.

Portanto, fique atento e se tiver dúvidas se este é seu caso, procure um especialista para te ajudar.

Perceba-se!

Ft. Ana Paula Pessanha

Anúncios

3 Respostas para “DORSO CURVO, má postura ou doença?

  1. Pingback: Alterações posturais nos membros inferiores | fisiostudio·

  2. Também acho que vou fazer musculatura é o mais fácil e mais barato, pq os outros é um pouco mais caro, só que eu tenho que medir se não tenho já a doença.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s