ALGUMAS DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE PILATES. E VOCÊ, TEM?

O Pilates tem sido muito procurado como atividade física pelas pessoas. Também é verdade que um número cada vez maior de médicos, o indicam como reabilitação. Porém, algumas questões parecem ainda não ter tido a atenção necessária. Vamos a elas.

Com quem fazer Pilates – muitas clínicas, consultórios e academias oferecem o Pilates, às vezes só o Mat (exercícios feitos no chão, sem aparelhos), outros oferecem o Studio (aulas só em aparelhos) e ainda há os que oferecem tudo isso junto na mesma aula. Pois bem, faça aulas experimentais em vários locais, com várias possibilidades de exercícios e veja com qual você se adapta melhor. Considere o preço, a distância de casa, o ambiente e principalmente se o profissional que te atendeu conseguiu responder suas perguntas com embasamento e segurança. Procure conversar com quem faz ou fez Pilates e veja o que acharam etc.

A aula com os aparelhos (Studio) é melhor do que aula de solo (Mat Pilates) – o que precisa ficar claro é que a base do trabalho de Joseph Pilates foi iniciada no solo, o que torna esta modalidade muito importante. O aluno precisa vencer suas próprias dificuldades e executar corretamente estes movimentos sem nenhum auxílio. Porém, muitas aulas de solo são oferecidas em academias sem preocupação quanto ao número de participantes, o que dificulta uma maior atenção por parte do instrutor com relação à correta execução. Com relação ao respeito à individualização de cada participante do grupo, não há como ser respeitada, pois a aula precisa ser igual para todos. Já nas aulas em Studio (com aparelhos), onde as turmas geralmente são menores (3 ou 4 pessoas por aula) há maior possibilidade de atenção e assim os movimentos podem ser realizados com maior precisão e consciência, que são princípios básicos do método. Além de, no Studio, ser possível associar os movimentos em aparelhos com os em solo, com ou sem uso de acessórios (bola, rolo). Isso torna o Studio mais desafiador e variado, pois as opções de exercícios são bem maiores. Agora, se as aulas em solo respeitarem o número menor de pessoas por aula, o trabalho pode ser bem eficaz, respeitando os princípios do método, como precisão, consciência do movimento, concentração etc.

A aula deve ser individual ou em grupo (mesmo que pequeno) – neste caso, existem vários prós e contras. As aulas individuais costumam ser bem mais caras do que as em grupo, mas a atenção da instrutora é exclusiva. Costuma ser indicada pelos médicos, pois a intensão é utilizar o Pilates como recurso terapêutico. As pessoas que não costumam fazer exercícios e não apresentam muito controle corporal, acabam se beneficiando com este recurso, mesmo que por um período curto inicial e neste caso, assim que adquirir maior autonomia e segurança pode ser orientada a migrar para o grupo. Por outro lado, as aulas em grupos possibilitam a sociabilização, conhecer outras pessoas, fazer amigos. Costumam ser mais baratas, viabilizando realiza-las duas vezes por semana ou mais. A troca com outras pessoas faz com que haja uma maior percepção dos seus limites, bem como de suas habilidades. Não tem um aspecto de cura, o que faz com que as pessoas que procuram por estas aulas, se sintam  mais independentes, joviais e vigorosas. Portanto, esta escolha deve ser tomada com bom senso, ouvindo a opinião do médico e/ou instrutor, mas sempre respeitando a vontade do aluno, que é o maior interessado.

O Pilates serve como um exercício aeróbio – o Pilates é um método de exercícios físicos, com uma enorme preocupação com a postura. Porém, este exercício é muito mais de fortalecimento do que de condicionamento físicos, sendo necessário complementar o trabalho com alguma atividade que promova o condicionamento, como a caminhada, a corrida, a natação ou a bicicleta. Deve ser feito preferencialmente duas ou três vezes por semana e complementado por atividade aeróbica de três à quatro vezes.

Perceba-se!

Ft. Ana Paula Pessanha

Anúncios

2 Respostas para “ALGUMAS DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE PILATES. E VOCÊ, TEM?

  1. Pingback: O Pilates e as dores musculoesqueléticas crônicas | fisiostudio·

  2. eu estou fazendo um trabalho na escola, e precisava saber o tipo de piso necessário pra estar fazendo pilates e se tem o acompanhamento musical na atividades. Desde ja agradeço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s