Excesso de atividade física também pode fazer mal: cuidado na escolha das atividades extracurriculares de seus filhos

alogamento-criançasNo começo do ano muitos pais de deparam com um conflito sobre a quantidade de atividades extracurriculares a matricular seus filhos.

Diferente do acontecia no passado, quando era comum brincar na rua, muitas crianças passam período integral na escola devido ao horário de trabalho dos pais. As escolas e condomínios passaram a oferecer cada vez mais opções de atividades para preencher este espaço.

Além disso, muitos adultos projetam em seus filhos um ideal atlético que nem sempre corresponde à habilidade e potencial destas crianças.

Por outro lado, algumas crianças demonstram ter habilidades e um gosto muito grande por atividades específicas desde muito cedo.

Neste momento os pais devem ficar atentos para não sobrecarregar a criança e o adolescente com exercícios físicos numa quantidade superior ao que seu organismo possa suportar e para isso precisa observar os sinais que o corpo apresenta.

A prática da atividade física deve ser incentivada sim, e os estudos têm demonstrado que os benefícios vão desde o estímulo ao crescimento e desenvolvimento, prevenção da obesidade, aumento da massa óssea, prevenção de doenças como diabetes e hipertensão arterial sistêmica e desenvolvimento da socialização, disciplina e capacidade de trabalhar em equipe.

No entanto, se realizada de maneira imprópria e não estiver adequada à idade, ao desenvolvimento motor e condições de saúde, pode levar a lesões como traumas, fraturas, lesões de cartilagem e até disfunção menstrual.

Portanto se por um lado a prática equilibrada pode trazer benefícios para diversos órgãos e sistemas, alguns fatores como estresse decorrente de competições, recuperação inadequada de lesões devido a cobranças de treinadores e pais para o retorno precoce à prática desportiva, dieta inadequada e excesso de atividade física, pode prejudicar o crescimento e desenvolvimento pondo a saúde em risco.

As lesões músculo-esqueléticas são o principal risco desta prática inadequada. O desenvolvimento ósseo finaliza com o fechamento das cartilagens de crescimento que ocorre em épocas diversas, variando tanto na região corporal, como um indivíduo para o outro.

Um exemplo comum é a Síndrome de Osgood-Schlatter, que se caracteriza por uma inflamação na cartilagem do joelho e na tíbia causada pela combinação do crescimento e do excesso de carga na cartilagem de crescimento devido à tração muscular.

As fraturas de stress também podem acontecer por sobrecarga de atividade e pouco repouso, o que leva à microtraumas repetidos em ossos longos (mais comum na tíbia).

Alterações posturais pré-existentes como hiperlordose, hipercifoses e escolioses, também precisam ser avaliadas já que podem se agravar se a criança e o adolescente forem expostos ao excesso de atividade ou atividade mal orientada.

Seguem algumas recomendações que podem auxiliar os pais nesta escolha:

– Encorajar as crianças a participar de atividades levando em consideração as habilidades e interesses. O futebol não interessante para todos, seu filho pode preferir o teatro ou a música.

– Acompanhe o crescimento e a evolução do desenvolvimento puberal.

– Cuide da alimentação, que deve ser balanceada. Em geral, dietas não são recomendadas durante a fase de crescimento, salvo em condições patológicas específicas.

– Complicações físicas como dores e lesões merecem atenção especial para identificação de causas e tratamento adequado.

– Observe se o local da prática da atividade física é seguro e se há um professor graduado e habilitado.

– No caso de atividades físicas extenuantes ou de carga elevada, aumente o intervalo e tempo de recuperação.

– Fique atento a alterações emocionais como estresse, distúrbios alimentares, ansiedade, alterações de sono.

– Estimule momentos de atividades lúdicas que estimulem movimentos naturais e funcionais, dando oportunidade de experiências corporais, no lugar de exercícios elaborados.

– Respeite os “espaços vazios” na agenda de seus filhos. Estes períodos são importantes para o repouso, a brincadeira ou simplesmente para não fazer nada.

Perceba-se!

Ft. Karina Santaella

Anúncios

5 Respostas para “Excesso de atividade física também pode fazer mal: cuidado na escolha das atividades extracurriculares de seus filhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s