Dor no quadril? Pode ser bursite trocantérica

Picture1As bursites e tendinites são diagnósticos comuns e frequentes. Muitas pessoas sofrem de dores musculoesqueléticas o que tende a comprometer bastante as suas atividades cotidianas.

As bursites de ombro e as tendinites de punhos são mais conhecidas, mas o que nem todos sabem é que estas inflamações  podem acometer diversas partes do corpo.

Bursite é a inflamação ou irritação da “bursa”, que é uma pequena bolsa localizada entre um osso e outra estrutura de tecido mole como músculos, tendões ou pele. A função da bursa é reduzir o atrito entre duas estruturas que se movimentam, permitindo um melhor deslizamento. Ela é composta de um líquido chamado sinóvia e por isso pode ser chamada de bolsa sinovial.

Devido a proximidade das bursas com as articulações, quando este tecido se inflama, a dor pode ser confundida com uma artrite.

Existem centenas de bursas no corpo humano, mas as regiões mais acometidas pelas bursites são os ombros, quadris, joelhos, tornozelos e pés.

Certamente as bursites de ombro são mais conhecidas, mas a bursite de quadril tem sido uma das queixas frequentes nos consultórios de fisioterapia, especialmente entre mulheres.

bursitetrocantericaExistem cerca de 20 bursas na região do quadril, sendo a bursa trocantérica uma das mais importantes. Ela fica localizada na região do trocanter maior (uma proeminência do osso fêmur) entre os tendões do músculos glúteo médio, glúteo máximo e da fascia lata (Figura 1). Estes músculos são responsáveis pelos movimentos de abdução (abertura) e extensão (movimento para trás) da coxa e são bastante solicitados durante a marcha e a corrida.

Entre os fatores de riscos para o desenvolvimento desta inflamação temos:

–  encurtamento do músculo glúteo máximo e da fascia lata

–  fraqueza do glúteo médio

– diferença de comprimento das pernas

– quadril largo fazendo um ângulo grande em relação aos joelhos (mais comum em mulheres)

– uso excessivo ou repetitivo dos músculos do quadril (devido à pratica esportiva ou sobrecarga por biomecânica alterada)

– trauma direto (quedas, esportes de contato, pressão excessiva sobre o trocânter)

A dor é sentida na região lateral do quadril que piora à noite. A palpação da bursa trocantérica torna-se bastante dolorosa e o paciente tem dificuldade em deitar-se de lado. Praticamente todos os movimentos do quadril são dolorosos, sendo a adução (trazer para dentro) e a rotação interna os piores. A amplitude de movimento pode estar diminuída, mas apenas pela dor, uma vez que não há comprometimento articular.

Anúncios

Uma resposta para “Dor no quadril? Pode ser bursite trocantérica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s