Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial

eu sou 12 por 8Na próxima sexta-feira, dia 26 de abril, será comemorado o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial.

Em função disso, nesta semana, ao invés de abordar temas relacionados às dores lesões musculoesqueléticas, prática esportiva ou problemas posturais  como costumamos fazer, resolvemos chamar a atenção para um grande problema de saúde pública: a hipertensão arterial.

A pressão arterial é a pressão que o sangue exerce quando passa pelas artérias. Com o auxílio de um equipamento específico chamado esfignomanômetro conseguimos identificar o ruído resultante desta pressão durante uma contração do ventrículo (pressão sistólica ou máxima) e durante um relaxamento do ventrículo (pressão diastólica ou pressão mínima).

Estes valores são representados em mmHg e considerados normais ou ideais quando se encontram em 120mmHg x 80mmHg ou como costumamos falar 12 por 8.

Portanto, a Hipertensão Arterial  Sistêmica (HAS) é uma condição clínica que se caracteriza por níveis  elevados e sustentados de pressão arterial.

A presença da HAS pode estar relacionada a problemas de órgãos específicos (coração, encéfalo, rins, vasos sanguíneos) e problemas metabólicos.

Se um indivíduo é hipertenso ele tem maior risco para sofrer infarto do miocárdio, acidente vascular encefálico (derrame), insuficiência cardíaca e renal, e outros problemas que comprometem a qualidade de vida.

Muitas pessoas não sabem que são hipertensas e por isso não tratam o problema. Valores acima de 140mmHg x 90mmHg são considerados elevados e os valores entre 120mmHg x 80mmHg e 140mmHg x 90mmHg são considerados limítrofes e já merecem atenção.

As pessoas com maior risco de se tornarem hipertensas são as que não tem uma alimentação saudável, ingerem muito sal, tem antecedentes familiares de hipertensão, não praticam atividade física, fazem consumo excessivo de álcool ou são diabéticos. O stress tem um grande peso no surgimento da HAS.

Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia nos mostram que a hipertensão no Brasil tem alta prevalência e baixas taxas de controle. Estes dados nos preocupam já que a hipertensão é um fator de risco para várias doenças e que pode ser modificado com a conscientização da população e consequente mudança de hábitos.

Por isso, levantamos mais uma vez a bandeira da prevenção e compartilhamos com vocês os 10 Mandamentos para Prevenção e Controle da Pressão Alta. Estas orientações fazem parte da Campanha de Prevenção da Sociedade Brasileira de Cardiologia entitulada “Eu sou 12 por 8”:

  1. Verifique a pressão pelo menos 1 vez por ano
  2. Pratique atividades físicas todos os dias
  3. Mantenha o peso ideal, evite a obesidade.
  4. Tenha uma alimentação saudável: pouco sal, sem frituras, mais frutas, verduras e legumes.
  5. Diminua o consumo de álcool. Se possível, não beba.
  6. Abandone o cigarro.
  7. Se foi diagnosticado com HAS, nunca pare o tratamento, é para a vida toda.
  8. Siga as orientações do seu médico ou profissional de saúde.
  9. Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer.
  10. Ame e seja amado.

Perceba-se!

Ft. Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s