Rizoartrose: entendendo a dor no polegar

thumbs-up-multipleNestes dias frios, os problemas articulares costumam incomodar bastante.

A osteoartrose é um destes problemas e que acomete uma grande parte da população a partir dos 40 anos.

Trata-se de um processo degenerativo da articulação, ou em outras palavras, um desgaste da articulação, que costuma provocar dor e dificuldade para realizar os movimentos.  

Algumas articulações são preferencialmente acometidas como joelhos, quadris, coluna vertebral e mãos.

No caso das mãos, as articulações acometidas são as extremidade dos dedos e a base do polegar. É sobre ele que vamos falar um pouco mais.

Repare quantas vezes por dia realizamos movimentos que envolvem o polegar. Pois é, utilizamos o polegar praticamente o tempo todo.

Devido à sua posição, o polegar realiza um movimento de oposição com relação aos outros dedos. Este movimento é chamado de oponência e permite a realização de diversas pinças funcionais.

Graças a estas pinças conseguimos segurar uma caneta e escrever, utilzar o garfo e a faca, escovar os dentes, virar a chave do carro e de casa, abotoar as calças, amarrar os cadarços, tocar piano, violão, segurar um copo de água, etc, etc e etc.

Se você quiser fazer um teste, experimente realizar os movimentos acima sem utilizar o polegar. Você provavelmente irá conseguir adaptar vários deles, no entanto a eficiência do movimento estará comprometida.

bigstock-Thumb-arthritis-AlilaA rizoartose é o nome dado à artrose (osteoartrose ou osteoartrite) na articulção carpo-metacarpiana do polegar, também chamada de trapézio-metacarpiana. É a articulação situada entre o osso da base da mão (trapézio) e o osso longo (metacarpo) do polegar, que fica imediatamente antes do dedo.

Como o surgimento da osteoartrose envolve fatores mecânicos e de sobrecarga, pessoas que realizam atividades de pinçamento repetidas como costureiras, artesãos, cozinheiros estão mais sujeitos ao problema.

Outros fatores como instabilidade ligamentar, fraqueza muscular e posicionamento incorreto para a realização de determinadas pinças também podem favorecer o surgimento das dores.

A primeira atitute a ser tomada no caso de dor persistente na região do polegar é a consulta médica. A avaliação clínica e se necessario, exames de imagem irão confirmar ou descartar o diagnóstico.

Nem sempre a fisioterapia é indicada no primeiro momento, e o tratamento pode se resumir inicialmente em antiinflamatórios e analgésicos.

No entanto, existem contribuições importantíssimas que podem ser dadas pela fisioterapia e pela terapia ocupacional nestes casos.

Muitas vezes os exames de imagem não confirmam o diagnóstico de rizoartrose, mas a dor existe e por trás dela pode haver fraqueza muscular e biomecânica alterada,  e receber orientações sobre movimentos e posicionamento pode evitar ou retardar o surgimento do artrose.

Mas este assunto deve ser abordado com detalhes e é o que iremos fazer na próxima semana.

Perceba-se!

Ft. Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s