Tensão nos ombros

peso nos ombrosDurante uma avaliação fisioterapêutica, procuramos identificar os sintomas apresentados pelo paciente e correlacioná-los com achados físicos e funcionais como, por exemplo, alterações posturais, comprometimento de amplitude de movimento, diminuição de força muscular, encurtamentos e aumento de tensão muscular.

Sem dúvida alguma, as alterações de posicionamento de ombros são muito prevalentes entre os pacientes e alunos de Pilates.

Muitas vezes, a queixa principal do paciente não está localizada nesta região, no entanto, a presença de tensão ou a alteração da biomecânica do movimento dos ombros, pode levar a lesões futuras ou estar associada a outras compensações posturais ligadas à dor.

Analisando as possíveis causas, temos desde aquelas ligadas às emoções como as puramente físicas e relacionadas ao excesso de trabalho.

Os músculos do ombro estão intimamente ligados ao tórax e ao pescoço, regiões ditas por Reich como couraças musculares. Estas couraças servem de escudos protetores, para restringir o livre fluxo de energia e a livre expressão de emoções do indivíduo.  No caso da região dos ombros, podemos notar que normalmente há uma diminuição na amplitude respiratória, especialmente na expulsão do ar, mantendo constantemente os ombros elevados e tensos. Essa é uma situação comum em momentos de ansiedade, medo, raiva, cobranças externas, etc. Se esta posição for mantida com frequência, os músculos trapézios, situados na parte superior e posterior do ombro estarão constantemente ativos e, portanto sobrecarregados de trabalho.  Isto acontece porque são músculos grandes e superficiais, sendo os primeiros a responderem à demanda muscular.

Além da tensão nos ombros, esses sentimentos descritos acima, podem gerar dor e tensão na região da nuca, ao redor das escápulas e uma maior rigidez no tórax.

Não sou especialista na área de psicossomática, e, portanto não tenho a pretensão de analisar tais emoções, no entanto, o impacto disto na mecânica e funcionalidade corporal é evidente e permitir que o indivíduo perceba seu corpo e passe a lidar de maneira mais saudável com estas emoções é um dos objetivos do trabalho do fisioterapeuta.

Somado às questões emocionais, temos também uma série de solicitações funcionais que podem comprometer o equilíbrio muscular da região dos ombros. A maioria das atividades profissionais utiliza-se dos braços para sua realização, como uso de computadores, tablets, telefone e carregamento de peso, por exemplo.  O grande tempo que se passa no trânsito, seja dirigindo ou mal acomodado no transporte público contribui ainda mais para esta tensão. Somado a tudo isso, temos o desequilíbrio entre o tempo de trabalho e o descanso.

E o que podemos fazer para diminuir esta tensão e evitar as dores?

O início de uma atividade corporal para melhorar esta percepção de corpo é a primeira das dicas. Acredito que 90% das pessoas não sabe que seus ombros estão mais elevados ou mais projetados para frente do que o normal.

Um exercício simples pode facilitar esta percepção: sentado confortavelmente em uma cadeira, com os braços soltos ao lado do corpo, inspire e contraia seus ombros elevando-os até que se aproximem das orelhas, em seguida solte o ar, deixe os ombros descerem naturalmente e em seguida insista um pouco mais na descida afastando os ombros das orelhas.

Outra dica é EXPIRAR! A respiração acontece de forma automática na maior parte do tempo, mas procure ao longo do dia, fazer pequenas pausas de 1 minuto e durante este um minuto inspire e expire profundamente. Procure fazer expirações mais longas, que durem de 5 a 7 segundos. Você irá perceber o reflexo desta expiração no peso dos seus ombros.

Não deixe que a tensão muscular se transforme em um problema, perceba-se e procure ajuda se for necessário.

Ft. Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s