Lesão do manguito rotador – 2ª parte.

shoulder_rotator_cuff_symptoms01[1]Como dito no post da semana passada, hoje vamos abordar o tratamento fisioterápico para as lesões do manguito rotador.

Numa lesão completa de um ou mais tendões o procedimento é cirúrgico, mas a fisioterapia se faz importante no pós-operatório, para ajudar o paciente a retomar suas atividades cotidianas, sem perda de força ou de mobilidade.

Já nos casos de lesões parciais, o tratamento conservador com fisioterapia e medicamentos é o mais indicado, surtindo ótimos resultados.

Vamos dividir o tratamento da fisioterapia em três etapas para facilitar didaticamente.

ETAPA 1 – consiste em diminuir a dor do paciente, com uso de recursos como: crioterapia ou criomassagem (gelo), eletrotermoterapia (TENS, US, Laser etc), bandagens funcionais, mobilização articular passiva (onde o terapeuta executa o movimento respeitando a dor do paciente). O uso de medicamentos nesta fase também é bastante comum e importante. Espera-se que essa etapa dure umas 05 sessões, mas vale salientar que cada caso é um caso e que a gravidade, o comprometimento do paciente e o diagnóstico precoce são variáveis importantes.

ETAPA 2 – neste momento, espera-se que a dor do paciente já esteja de leve a moderada e a sua frequência já tenha diminuído. Assim, os movimentos ativos livres, os exercícios estabilizadores são fundamentais nesta fase. Ainda é possível fazer uso de recursos analgésicos (que diminuam a dor), mas os alongamentos e fortalecimentos leves já são necessários. Esta fase pode ser mais extensa, variando de 05 a 10 sessões.

ETAPA 3 – aqui a dor está quase ou totalmente ausente, não sendo mais necessário fazer uso dos recursos analgésicos. O retorno às atividades cotidianas e esportivas se dá neste momento e precisa ser bem orientado para evitar recaídas. Também nesta fase os exercícios resistidos são introduzidos gradativamente, visando ganho de força. Esta etapa também pode durar de 05 a 10 sessões dependendo principalmente do empenho do paciente em não faltar e realizar tudo que for solicitado de maneira atenciosa e eficiente.

Bom, mais uma vez vale a pena relembrar que o diagnóstico médico precoce é de suma importância, pois quanto antes for diagnosticado, antes se inicia o tratamento e antes o problema se resolve.

A aderência do paciente, ou seja, o comprometimento do paciente também faz toda a diferença, pois de nada adianta ir à fisioterapia de 15 em 15 dias ou não estar comprometido com seu tratamento.

A escolha de um profissional especializado também fará diferença, portanto fique atento e procure referências dos profissionais.

Procure sempre executar os movimentos com atenção e com os dois braços, mesmo que sua lesão tenha sido unilateral, assim você conseguirá harmonizar melhor as forças nos dois braços e ombros.

Respeite seu limite de dor durante todos os momentos do tratamento.

A seguir, alguns exercícios que podem ser feitos para prevenir lesão do manguito rotador ou mantê-los estáveis e eficientes:

exercício 1Aperte uma mão contra a outra na frente de seu corpo. A força entre as mãos devem ser igual para que não haja movimento. Mantenha por 10 segundos e relaxe. Repita 10 vezes.

 

exercício 2Amarre um cinto ao redor dos braços e tente separá-los mantendo a contração por 10 segundos. Repita 10 vezes este movimento.

 

 

exercício 3Tente elevar o braço direito fazendo resistência com a mão esquerda. Não permita movimento nem de elevação nem de depressão do braço. Mantenha a contração por 10 segundo e relaxe. Repita 10 vezes cada braço.

exercício 4Com o braço direito levemente elevado, faça força para baixá-lo contra resistência da mão esquerda, sem permitir movimento. Mantenha por 10 segundos e repita 10 vezes.

 

Amarre uma faixa elástica de resistência moderada na maçaneta da porta.

exercício 6De costas para a maçaneta, eleve o braço direito à frente até a altura do ombro e retorne à posição inicial. Repita 10 vezes com cada braço.

 

exercício 5De frente para a maçaneta e com braço levemente elevado, arraste-o para trás passando ao lado do corpo e retorne lentamente a posição inicial (procure ter sempre uma resistência moderada da faixa). Repita 10 vezes cada braço.

exercício 7De lado com a maçaneta a sua direita e com o cotovelo dobrado, segure a faixa elástica com a mão direita e traga-a para o lado esquerdo do tronco, mantendo o cotovelo próximo a cintura (rotação interna). Retorne à posição lentamente, mantendo sempre uma resistência moderada da faixa elástica. Repita 10 vezes com cada braço.

exercício 8Na mesma posição anterior, segure com a mão esquerda a faixa e tente levar o antebraço para longe do tronco, sem permitir afastamento do cotovelo. Retorne lentamente à posição e repita 10 vezes com cada braço.

Sem a faixa elástica.

exercício 9Entrelace os dedos das mãos nas costas e tente elevá-los até a altura das escápulas. Retorne à posição inicial e repita 10 vezes.

 

exercício 10Entrelace os dedos das mãos na frente do corpo e leve-as para o teto e depois para trás da cabeça. Retorne à posição inicial e repita 10 vezes.

A postura adequada na execução dos exercícios se faz importante, assim contar com ajuda de um profissional especializado no início pode ser fundamental para orientá-lo de como se posicionar e o que evitar.

Perceba-se!

Ft. Ana Paula Pessanha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s