Cansaço versus doença: a importância do repouso

mulherdormindotrabalho620-size-598O ritmo das atividades cotidianas parece estar mais intenso atualmente. As pessoas parecem estar mais cansadas e queixam-se do excesso de compromissos.

O horário do expediente está mais longo já que permanecemos conectados a emails e redes sociais ininterruptamente.

Os estímulos são muitos: contatos com amigos, novas conexões de trabalho, textos e notícias interessantes a serem lidas, videos imperdíveis para se assistir, telefonemas e mensagens para serem respondidas a qualquer tempo.

Além das atividades “virtuais” ainda precisamos cumprir as atividades presenciais. Continuamos tendo que nos deslocar para o trabalho (na maioria das vezes), levar os filhos para a escola, ir ao dentista, ao médico, ao  supermercado, parar para abastecer o carro, cortar o cabelo, levar o cachorro para passear, praticar esporte e outras tantas atividades em que a nossa presença é indispensável.

No caso dos adultos, é recomendável reservar de 6 a 8 horas para o sono. Portanto nos restam aproximadamente 16 horas para realizar todas as outras atividades do dia.

Apesar de não ser o mais coerente, a grande maioria das pessoas passa a negligenciar o horário do sono, das refeições e do repouso em troca de conseguir mais tempo para cumprir tarefas.

Acreditam, neste caso, estar aproveitando melhor o tempo, o que ne verdade é um grande engano.

Mesmo aqueles que trocam a refeição ou o sono pelo exercício, imaginando que estão fazendo bem à saúde, precisam repensar este conceito.

A verdade é que fazemos muito mais coisas do que nosso corpo suporta. Nos acostumamos a um ritmo frenético de atividades e acreditamos que não podemos dizer não a nenhuma delas.

O resultado disso são as dores por sobrecarga, lesões por fadiga e muita tensão muscular e alterações posturais.

Muitos de nossos problemas físicos poderiam ser evitados se respeitássemos o ritmo natural de nosso corpo. Isso significa ter tempo para dormir, para acordar, para espreguiçar-se, para alimentar-se, para ir ao banheiro, para escovar os dentes e para encerrar as atividade quando o corpo diz que está cansado. Tempo também para não fazer nada e também para ter um hobby (e não apenas obrigações).

Portanto, vale a reflexão. Respire, escute seu corpo, encontre seu ritmo, organize-se e jogue fora o que consome seu tempo e não te traz benefícios. Faça escolhas e aprenda a dizer não.

Perceba-se!

Ft. Karina Santaella

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s