Você sabe o que é Joanete?

mitos-joanete-1Provavelmente você já ouviu falar o conhece alguém com joanete. Este é o nome popular para uma deformidade denominada “hálux valgo”, indicando que o dedo grande do pé (hálux) sofre uma desalinhamento sobre a cabeça do primeiro metatarso (1 dos ossos longos que formam a região do meio do pé).
A partir deste desalinhamento começam a surgir outras alterações que são responsáveis pelo surgimento da dor e da inflamação de algumas estruturas e ao longo do tempo pela alteração estrutural em posição defeituosa (deformidade).
Com a inclinação o dedão passa a ser menos eficiente durante a impulsão necessária para a marcha. O posicionamento errado por sua vez favorece uma pressão maior do calçado sobre a lateral do dedo, dando origem a uma saliência óssea (exostose) a que chamamos popularmente de joanete. Sobre esta saliência óssea forma-se uma bolsa sinovial que tende a inflamar (bursite) e doer bastante.

joanete-dedo-a-mais-que-causa-desconforto-1
Quanto maior a deformidade, menos funcional está o dedo, que passa a ser subtituído por outras porções do pé durante a marcha, piorando o processo doloroso.
Esta pode ser uma deformidade congênita ou adquirida pelo uso de calçados de bico muito fino ou de salto alto ou até mesmo por doenças como a artrite reumatóide
No caso de alterações congênitas já existe uma predisposição à formação da joanete em função do formato dos ossos do pé e que se acentua com o uso de calçados fechados.
O uso de calçados de bico estreito (independente do formato do pé) obrigam a parte anterior do pé (de forma trapezoidal) a adaptar-se a um formato triangular do bico do sapato. Os saltos altos deslocam ainda mais o peso para a frente do pé, aumentando a pressão.
E o que pode ser feito para tratar a joanete?
Com relação à deformidade já instalada só é possível correção com cirurgia e neste caso o cirurgião ortopédico deverá fazer uma avaliação minuciosa para escolha da técnica e avaliação de riscos e benefícios para cada caso. Esta decisão levará em conta não apenas o aspecto estético mas principalmente o funcional.
O uso de órteses noturnas de posicionamento podem trazer algum benefício para crianças e adolescentes no sentido de evitar a rápida progressão de deformidade antes do término de maturação óssea, mas não são capazes de corrrigir as deformidades.
Afastadores interdigitais, palmilhas e calçados especiais não corrigem a deformidade mas podem trazer algum alívio para dor e dar suporte àqueles que não são candidatos à cirurgia.
O uso de compressa de gelo no local também contribui para o alívio da dor e melhora da inflamação.
Portanto, é importante a prevenção e controle dos sintomas. Evitar o uso de calçados de bicos estreitos e muito altos, observar o alinhamento dos dedos na hora de escolher os sapatos. Cuidar dos sintomas logo que se iniciem para evitar a progressão.
Os exercícios serão indicados para corrigir os arcos plantares e equilibrar a descarga de peso dos pés, quando estes fatores estiverem interferindo na progressão do joanete.
Fiquem atentos e respeitem o corpo! Percebam-se!
Ft. Karina Santaella / CREFITO-3/ 17051-F

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s