Corrida por prazer ou por rendimento? Qual a sua tribo?

thJHVO1EUFEsta semana li um texto em revista especializada em corrida de um treinador conhecido em São Paulo que gerou certa polêmica entre meu grupo de amigas.

Neste texto que se dizia endereçado a AMADORES, ele afirma que para ser um bom corredor não basta ser magro, mas sim, ter uma porcentagem de gordura corporal abaixo do normal. Outra colocação dele foi com relação à utilização de outras modalidades de treinamento para potencializar o desempenho e neste caso ele diz que essa atitude pode até prejudicar o resultado, pois cada tipo de exercício tem sua particularidade e que de nada adianta trabalhar outros grupos musculares ou articulações, pois com isso no máximo o que se consegue é manter o condicionamento cardiovascular. E termina o texto dizendo que ficar um período sem ritmo de treino, mesmo que duas semanas, pode por em risco todo o trabalho de um ano.

Pois bem, pertenço a um grupo de mulheres corredoras, alegres e divertidas, que adoram correr, mas que não fazem desta atividade a única de sua vida. A maioria trabalha, tem família, filhos ou namorados, gostam de boa comida, tomar um vinho com amigos e te quebra perder uns quilinhos na corrida, pois ninguém é de ferro, não é mesmo?

Somos todas essencialmente AMADORAS, mas nem por isso buscamos um treinamento tão rígido como o proposto no texto em questão.

Este grupo em específico é bastante eclético, com mulheres de diferentes idades, histórias de vida, interesses e ritmos de treino, mas o que temos em comum é o prazer em correr e estarmos juntas, mesmo que seja depois de uma prova para tomarmos um café e conversarmos sobre nossos medos e conquistas.

Algumas são maratonistas, outras só encararam meias maratonas até o momento e ainda tem algumas que gostam mesmo é de viajar para correr em lugares diferentes, com percursos inusitados etc.

Claro que tem as que buscam melhorar seu desempenho e fazem todo um esforço para atingir este objetivo. Perdem momentos festivos em família, pois têm treinos ou provas no outro dia logo cedo. Fazem uma dieta balanceada, pois entenderam que qualquer peso a mais pode gerar lesão e comprometer o resultado. Procuram seguir a risca o treinamento orientado por nossa assessoria esportiva.

Porém existem as que se preocupam mais em terminar a prova sem lesão e se possível diminuindo um pouco o seu pace (ritmo). Elas procuram seguir corretamente as orientações de seus instrutores, fazem fortalecimento complementar e se divertem muito, mas dispensam a rigidez dos treinamentos.

Todas entenderam que para correr bem não há segredo, precisa treinar com determinação, mas acima disso tudo, precisam conhecer seus reais objetivos e ponderar quais concessões serão capazes de fazer.

Não discordo completamente do texto acima citado, só acho que ele errou em escrever para AMADORES dicas que seriam preciosas para atletas de alto nível. Concordo que se você quiser melhorar seu rendimento, será necessário dormir cedo, evitar bebidas alcóolicas e comidas gordurosas, aumentar seu ritmo e volume de treino, sempre com foco e determinação.

Ter desafios a vencer é fundamental, só precisamos cuidar para que estes desafios não sejam grandes de mais, pois isso pode gerar frustação e colocar todo o trabalho em risco.

Perceba-se!

Ft. Ana Paula Pessanha

Crefito 3 / 16.358 – F

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s