Concentração para crianças

is[7]Estamos na semana das crianças o que me fez pensar em como elas estão hoje, com relação à concentração, tema abordado em post passado deste blog.
O número de crianças diagnosticadas e tratadas com déficit de atenção (dislexia) é cada vez maior. Muitas fazendo usos de remédios fortes para amenizar as consequências deste distúrbio.
Mas como andam as rotinas diárias destas crianças? Quanto tempo elas têm para descansar, se exercitar, brincar?
O ingresso de crianças nas escolas é cada vez mais precoce e as expectativas dos pais para que eles aprendam rápido é cada vez maior. Muitos se vangloriam por seus filhos de cinco anos já saberem ler e escrever…
Mas, e pular corda, será que eles dominam esta habilidade física? E será que estes pais se preocupam com isso?
Pois bem, já foi dito que o exercício, se feito de modo NÃO automático pode melhorar a concentração das pessoas e melhorar assim sua memória e raciocínio, tão importantes para uma boa aprendizagem.
Mas que exercícios são estes?
Existem vários tipos de atividades físicas que desenvolvem a concentração, como: o Pilates, a Yoga, a capoeira, o balé, o judô e caratê. São métodos de trabalho que se preocupam com a postura durante a execução dos movimentos, promovem a disciplina, exigem uma respiração ampla e coordenada, melhorando a consciência corporal, buscando equilibrar as forças musculares alongando-as ao mesmo tempo em que as fortalece.
De todas estas atividades, a yoga me chama bastante a atenção por enfatizar a meditação. Além dos benefícios físicos de coordenação, consciência corporal, força, flexibilidade, respiração e relaxamento, a Yoga também promove um relaxamento mental tão importante para recarregar as energias que serão exigidas durante o processo de aprendizagem.
Uma mente limpa pode absorver mais conhecimentos do que uma que esteja sobrecarregada! E isso já pode ser o suficiente para melhorar a concentração e memorização dos processos de aprendizagem, podendo diminuir os diagnósticos de dislexia, por exemplo. Ou no mínimo, diminuindo o uso de medicamentos para amenizar estes sintomas.
Procure rever as rotinas de seus filhos, além de repensar suas expectativas com relação a eles.
Muitas vezes MENOS PODE SER MAIS!
FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!
Perceba-se!
Ft. Ana Paula Pessanha – Crefito 3/ 16.358 – F

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s