O desafio de manter-se saudável diante das adversidades

size_810_16_9_executivo-com-raivaVocês já pararam para pensar o quanto o ambiente ao seu redor interfere na maneira como você se sente?

Desde o final do ano passado (mais precisamente depois da derrota do Brasil na Copa do Mundo, seguido de um período eleitoral bastante tenso) tenho percebido um clima muito tenso e hostil tanto nos grupos de convívio social como nas redes sociais.

Acredito que todos tenham notado isso, afinal em todos os círculos de conversas que participamos ouvimos as queixas de que estamos num ano difícil, de que as coisas não estão fáceis e de que o cenário político e econômico do nosso País é bastante desnimador.

Esta não é a primeira vez que nos deparamos com problemas desta natureza, mas este post também não tem nenhum propósito político e portanto chamarei a atenção de vocês para outras questões pessoais e que impactam diretamente na nossa saúde.

Com o advento da internet e das redes sociais, somos bombardeados o tempo todo por informações e opiniões, muitas das quais nos incomodam e até mesmo nos agridem.

Sempre temos a opção de nos desligarmos deste tipo de mídia, no entanto é muito difícil que isso aconteça, uma vez que utilzamos estes recursos tecnológicos também para o nosso desenvolvimento profissional e pessoal.

A questão que começa a me preocupar e que acho impotante destacar, é o quanto este mau humor global tem afetado nosso corpo físico.

Muitas pessoas tem relatado alterações no sono, como sono agitado e não restaurador, insônia ou dificuldade para dormir. A agitação do dia-a-dia atribulado e as preocupações e incertezas com o futuro podem contribuir para que estes distúrbios se instalem.

A tensão muscular já é um componente bastante presente nos moradores de grandes cidades e de pessoas com muitas responsabilidades. No entanto, sentimentos como raiva, medo, hostilidade, também podem resultar em músculos tensos e excessivamente contraídos, sempre prontos para o combate.

Some-se a isso todos os outros fatores que independem dos monentos de crise como a obesidade, o tabagismo a hipertensão arterial e as doenças articulares crônicas.

É, de fato não está fácil para ninguém. Mas o que podemos fazer para modificar este cenário?

Sugiro que cada um pare para olhar para si mesmo. Precismos de nossa saúde e integridade física para que possamos realizar e concretizar nossas ações e sonhos.

Procurar evitar situações em que sejamos expostos aos sentimentos negativos é uma das coisas que podemos fazer. Procure observar as sensações de tensão muscular como elevação dos ombros, aperto dos dentes, dor de cabeça e verifique se o fator estressante pode ser eliminado (quantos inimigos virtuais você conquistou ultimamente, ou com quantas pessoas você se decepcionou nas redes sociais ultimanete?).

Pratique a respiração calma e tranquila. Uma respiração pausada, valorizando a expulsão do ar ajuda a diminuir a ansiedade e relaxa a musculatura dos ombros.

Não sabote seu corpo excluindo a atividade física por falta de tempo ou de dinheiro. Existem várias opções de atividades gratuitas como a caminhada por exemplo e os benefícios de uma hora de atividade física por dia podem melhor seu rendimento e sua disposição.

Precisamos estar fortes para enfrentar as adversidades e a percepção de si mesmo é uma importante ferramenta neste processo.

Perceba-se!

Ft. Karina Santaella / Crefito-3/ 17051-F

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s