Prevenção é a melhor solução

fases-de-desenvolvimento[1]No decorrer de nossa vida sofremos mudanças físicas, emocionais e intelectuais o tempo todo, o que é muito bom. Porém existem momentos que essas mudanças são mais radicais e solicitam-nos um maior esforço de adaptação, não é mesmo?

Na primeira infância a criança está em constante transformação, adquirindo habilidades, conquistando gestos, aptidões, raciocínios. O próximo momento de grande transformação ocorre na pré-adolescência, onde nosso corpo se prepara para outro salto de desenvolvimento, a adolescência. Esta última com suas múltiplas mudanças emocional, física e intelectual. Para algumas mulheres, a gestação também traz outro momento de muita transformação. Assim como a menopausa e o envelhecimento.

Podemos notar uma mudança postural importante em cada uma destas fases de maior transformação, mas quase nunca paramos para perceber isso.

E qual seria a vantagem de fazermos esta observação?

Pois bem, todas as vezes que sofremos mudanças bruscas, o nosso corpo precisa se adaptar a elas e muitas vezes ele não consegue fazer esta passagem de maneira adequada. Portanto, se tivéssemos o hábito de a cada fase fazermos uma avaliação postural, poderíamos perceber as consequências destas mudanças no nosso corpo e o ajudar neste processo.

Uma avaliação postural realizada por fisioterapeuta especializado pode orientar os melhores exercícios, alongamentos, mudanças de hábitos posturais etc. Este simples olhar atento e cuidadoso evita os danos consequentes destas transformações.

Na pré-adolescência, por exemplo, as crianças sofrem um estirão de crescimento, além das mudanças hormonais e emocionais. Nesta fase, como ainda estão em formação óssea, podem desenvolver doenças posturais como a escoliose ou o dorso curso. Se forem submetidas a uma avaliação preventiva, este crescimento será mais bem conduzido e os danos serão menores. Muitas vezes, os pais procuram ajuda apenas quando o quadro já está instalado e é muito comum ouvir que foi de repente, que não notaram a mudança.

Outro exemplo é durante a gestação, pois é comum as grávidas reclamarem de dores nas costas, exatamente por causa destas grandes transformações corporais. Se, neste momento, as gestantes pararem para avaliar suas alterações, poderão evitar estes desconfortos, fazendo exercícios adequados, relaxamentos e correções posturais orientadas.

Na adolescência, o grau de exigência é muito grande! Estudos, faculdade, namoros! Muitas e grandes emoções! O corpo sofre também com esta sobrecarga. E uma avaliação bem feita pode observar estas mudanças corporais e orientar uma melhor conduta para este momento tão complexo.

Assim como no envelhecimento, onde o corpo perde massa muscular, os reflexos ficam mais lentos, o equilíbrio fica prejudicado. O idoso vai assumindo uma postura mais encurvada, com flexão dos joelhos e com menor movimento de tornozelos. Se antes destas modificações todas, este indivíduo passasse por uma avaliação postural preventiva, estas alterações físicas poderiam ser melhores conduzidas, orientando exercícios e atividades para retardar estes efeitos do tempo.

Portanto, ao invés de procurarem ajuda apenas quando o quadro já se instalou, procure mudar esse hábito. Prevenir é o melhor remédio. E uma avaliação postural em cada uma destas fases pode trazer benefícios fantásticos para você!

Perceba-se!

Ft. Ana Paula Pessanha – Crefito 3/ 16.358 – F

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s